www.juracireboucas.org: Filarmônica Terpsícore Popular de Maragojipe - Compartilhando para nunca ser esquecida a sua história - Por Dr. Paulo Guerreiro

Casa Sousa

Casa Sousa

terça-feira, 13 de junho de 2017

Filarmônica Terpsícore Popular de Maragojipe - Compartilhando para nunca ser esquecida a sua história - Por Dr. Paulo Guerreiro


Hoje é o dia de Santo Antônio e, também, comemorasse a data de fundação de um dos maiores patrimônios culturais de Maragogipe: a Terpsícore Popular de Maragogipe, formadora não só de músicos, mas, principalmente de
homens de caráter, verdadeiros cidadãos de Maragogipe que amam e representam com orgulho onde quer que se apresentem.
Eu, a algum tempo atrás, prestei uma singela homenagem, compartilhando a história da nossa Filarmônica, hoje, sendo, repetitivo, nesta data tão importante para a história, não só dela, mas, de Maragogipe, peço licença para novamente fazer minha homenagem:
Que em 1880, no dia 13 de junho, Ormindo Acelino de Sousa convoca outros cidadãos de Maragogipe, dentre os quais Teodoro B. da Silva, Conrado Barbosa, Antônio P. de Brito e Manoel Laranjeiras para fundar a Filarmônica Terpsícore Popular de Maragogipe.
Que será dirigida durante muitos anos do início do século XX por Heráclio Paraguaçu Guerreiro.
Em 1957, no dia 13 de agosto, a Sociedade Filantrópica Recreativa Terpsícore Popular de Maragogipe adquire este sobrado (FOTO) das mãos de D. Nilza Barbosa, viúva de Epídio Barbosa, para instalação de sua sede. O prédio, localizado na Rua Fernando Suerdieck, 14, tem datação de construção em meados do século XIX, e na segunda metade do mesmo século deve ter passado por reformas, recebendo a atual modenatura. Situado em sítio tombado pelo SPHAN.
Em 1960, a Sociedade Filantrópica Recreativa Terpsícore Popular de Maragogipe realizou obras no prédio, localizado na Rua Fernando Suerdieck, 14, para abrigar a sua sede, quando substituiu o tabuado primitivo da antiga sala de jantar por outro novo do mesmo tipo. A reforma teve como meta recuperação e adaptação.
Hoje, a TERPSÍCORE POPULAR de tradições e de glórias conquistas é regida pelo jovem competente músico e maestro Roque Adson Santos de Jesus e tem como Presidente o abnegado Roque Sales, carinhosamente chamado de Quinho. Atualmente seu corpo musical é composto de mais de 50 músicos quase todos provenientes de sua escolinha com mais de 60 alunos.
A Terpsícore ostenta vários títulos de Campeã do Estado da Bahia e inúmeros títulos de Campeã do Festival de Filarmônica do Recôncavo Bahiano, o último realizado na Cidade de São Felix-Bahia.
Um dos maiores compositores da Terpsícore foi o Grande Maestro Heraclio Paraguassú Guerreiro o qual compôs vários Dobrados, Marchas, Passos Sinfônicos, Marchas Fúnebres, polkas e arranjos diversos sem falar nas musicas religiosas como vários Tantum-Ergos, Missas, Hinos, Jaculatórias e a famosa Novena ao Santo Padroeiro desta Cidade Patriótica o Grande Mártir São Bartolomeu.
Em seu acervo a Terpsícore Popular já ultrapassa mais de 600 partituras do Maestro Heráclio, que junto com outros compositores já chega a mais de 1200 peças musicais.
Por este motivo que se diz que esta terra é um celeiro musical e todo filho desta terra, tem a obrigação de orgulhasse dela e na medida do possível ajuda -la, pois a mesma pouco ou quase nenhum auxílio ou recurso recebe dos órgãos públicos municipais, que, sequer reconhecem seu valor, principalmente nas festividades de nossa cidade como na do nosso Padroeiro São Bartolomeu, não fazendo parte das contratações músicas que se apresentam no palco principal da festa.
(Fonte: SÁ, Fernando, “Maragogipe no Tempo e no Espaço” | IPAC, Agosto de 1979 – Inventário de Proteção do Acervo Cultural), pesquisas na internet e outros.
Salve Santo Antônio, Salve Maragogipe, Salve a Filarmônica Terpsicore Popular de Maragogipe.
Paulo Vicente Guerreiro Peixoto.'.
13/06/2016.

www.juracireboucas.org

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários são de total responsabilidade de seus autores, não refletindo a opinião da equipe deste blog. Todos os comentários serão moderados pela direção deste blog, sendo que os mesmos deverão ser identificados para serem aceitos, seja qual for o seu teor.