www.juracireboucas.org: Governo admite retirada de PMs da assistência militar da prefeitura para atuar ‘nas ruas’

Casa Sousa

Casa Sousa

sexta-feira, 18 de agosto de 2017

Governo admite retirada de PMs da assistência militar da prefeitura para atuar ‘nas ruas’

Governo admite retirada de PMs da assistência militar da prefeitura para atuar ‘nas ruas’
Foto: Divulgação
O embate entre o governo do estado e a prefeitura de Salvador ganhou um episódio bônus nesta quinta-feira (17) quando o prefeito ACM Neto (DEM) acusou o governo de retirar os policiais militares que prestam serviço na gestão de postos de saúde e na proteção institucional da prefeitura (lembre aqui). No começo da noite, o governo, por meio de nota, admitiu a remoção de policiais que prestavam serviços na Assistência Militar da Prefeitura, porém garantiu que “800 policiais militares continuam prestando serviço, em
escala extra, em instituições municipais”. “Esse efetivo permanecerá trabalhando nos postos de saúde de Salvador, entre outras estruturas da Prefeitura da capital. Os policiais militares remanejados da Prefeitura prestavam serviço na Assistência Militar da Prefeitura e, a partir de agora, atuarão nas ruas de Salvador, reforçando a segurança pública para a população”, aponta o governo. Segundo a nota, desde janeiro de 2015, o governo iniciou a redução significativa de policiais militares que exercem atividades administrativas em órgãos municipais e estaduais, incluindo o próprio Poder Executivo. “Desde aquele ano, o Governo do Estado tem, gradativamente, transferido para a atividade de rua policiais militares que executavam serviços administrativos na Governadoria, em secretarias do Estado e diversas outras instituições, como Ministério Público, Assembleia Legislativa e Tribunal de Justiça da Bahia”, completa.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários são de total responsabilidade de seus autores, não refletindo a opinião da equipe deste blog. Todos os comentários serão moderados pela direção deste blog, sendo que os mesmos deverão ser identificados para serem aceitos, seja qual for o seu teor.